sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Campanha WWF pelo Meio Ambiente

video

Esse vídeo foi lançado na campanha da WWF (World Wildlife Foundation) em 2007, todavia o tema ainda é latente. Hoje, mais do que nunca, devemos parar e repensar nossas atitudes. Aprender a desaprender para aprender a reaprender. Parece complicado né?! Mas é mais simples do que você imagina! Sem esquecer que, uma hora, tudo que estamos fazendo vai voltar para nós. Seja em forma de tempestades, secas, enchentes, ou outras reações da natureza com as quais não estávamos acostumados até então. Mas, ainda há tempo...

Planta da semana: PATA DE VACA

DESCRIÇÃO: Espécie nativa do Sul do Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai, ocorrendo nos bordos das matas. Arbusto ou árvore de até 6m de altura.

Boa para produção de sombra e sempre tem mais flores em temperatura tropical e com muito sol. Tem muito na Amazônia e a usam para fins medicinais, no tratamento de diabetes, como insulina vegetal, diurética e purgativa.


Tem a capacidade de tirar o excesso de glicose da corrente sanguínea e o chá já é muito usada no controle de diabetes mesmo sem comprovação médica. Já existem estudos científicos para apurar suas propriedades e benefícios.

Usada também para problemas no fígado, intestinos e estômago, rins, diarréias, impedindo o aparecimento de açúcar na urina, insuficiência urinária, prisão de ventre, nos casos de poliúria ou urina solta.

Planta da semana: QUEBRA-PEDRA


QUEBRA-PEDRA (Phyllanthus niruri L.)

Nomes vulgares: erva-pombinha, arrebenta-pedra, quebra-pedra-branca e saxifraga.

Folhas: compostos fenólicos, vitamina C, ligninas, triterpenóides.

Raízes: esteróide estradiol.

Ação: diurética, antibacteriana, hipoglicemiante, antiespamódica, hepatoprotetora, anticancerígena, litolítica, colagoga.

Propriedades: em estudos realizados em cultura de hepatócitos, algumas substâncias (encontradas principalmente na parte aérea) mostraram ação protetora contra substâncias citotóxicas.

Em ensaios especiais, mostrou-se que é ativo contra o vírus da hepatite B. Possui a virtude de dissolver cálculos renais, impedindo a contração do ureter e promovendo sua desobstrução.

Indicações: eliminação de cálculos renais, nefrites, cistites, pielites, hepatite do tipo "B" e hidropisia.

Contra indicações: gravidez (efeito abortivo).

Fruta: INGÁ


O Ingá, fruto da Ingazeira, é muito procurado pela fauna e pelo homem por suas sementes envolvidas por uma polpa branca e adocicada.

Ingá é um nome de origem indígena, - que significa "embebido, empapado, ensopado", devido talvez à consistência de sua polpa aquosa que envolve as sementes.

Costuma apresentar floração mais de uma vez por ano. São conhecidas cerca de 300 espécies do gênero Inga.

Em geral, os ingás preferem nascer às margens dos rios, devido à grande quantidade de sementes levadas e depositadas nas várzeas pelas enchentes.


Todas as espécies de ingá produzem frutos em vagens, que podem atingir até mais 1 m de comprimento, dependendo da espécie, mas no geral, a maioria das espécies possuem frutos com até cerca de 10 – 30 cm de comprimento.

A polpa que envolve as sementes, denominada em termos corretos de sarcotesta é branca, levemente fibrosa e adocicada, bastante rica em sais minerais, e é consumida ao natural.

Também é usada na medicina caseira, sendo útil no tratamento da bronquite (xarope) e como cicatrizante (chá).

A árvore pode chegar a uma altura de 15 metros, é muito utilizada para sombreamento dos cafezais. A planta prefere solos arenosos perto de rios.

Com flores de coloração branco-esverdeada, a ingazeira frutifica praticamente em todo o ano.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

PARABÉNS PELOS 5 MIL ACESSOS


Para nós da Equipe Verde Natural, que tivemos o prazer de um dia fazer parte da Onda Verde, é motivo de comemoração os 5 mil acessos conquistados pelo blog.

Fica aqui a nossa homenagem à Maíra Rabassa e sua equipe pelo excelente trabalho realizado. Pois, para nós, o Onda Verde é uma referência no campo da comunicação ambiental.

Isto, tanto para a Equipe Verde Natural, como para o Onda Verde, deve ser motivo de reflexão, pois demonstra o interesse dos leitores e internautas pela causa ambiental.

Lembramos aos companheiros do Onda Verde que estaremos Sempre Alerta Para Fazer o Melhor Possível pela causa ambiental. Contem conosco!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Energia elétrica a partir de dejetos suínos

foto de uma pocilga

Sempre associados a sujeira e falta de higiene, os porcos podem ser agora a mais nova fonte de energia alternativa, limpa e renovável.

Um grupo de cientistas do Centro de Pesquisas em Energias Alternativas e Renováveis (CPEAR), da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), acaba de desenvolver um novo processo que permite obter energia elétrica a partir de dejetos suínos sem liberação de gases poluentes.

Além de oferecer uma opção a mais de acesso à energia, a técnica ajudará a reduzir a poluição de solos e mananciais, um problema cada vez mais grave no Sul do Brasil, onde a suinocultura é uma das principais atividades em pequenas e médias propriedades rurais.

cimm.com

Ruralista preside comissão do Código Florestal

O deputado Moacir Micheletto vai presidir a comissão especial criada pela Câmara federal para discutir mudanças no Código Florestal.

O relator será o deputado Aldo Rebelo. As escolhas refletem derrota dos ambientalistas pela bancada ruralista. Micheletto, representante dos ruralistas, e Rebelo, que foi contra a demarcação da reserva Raposa Serra do Sol, não são bem vistos pelos ambientalistas.

O deputado Ivan Valente critica a criação da comissão. "Ela tem como objetivo revogar a legislação ambiental brasileira", lamentou.

DiárioNet

Pneu descalibrado aumenta consumo de combustível


Medidas muito simples no dia a dia podem representar ganhos imensos na busca da preservação ambiental e no combate às emissões de gases que causam as mudanças climáticas. Uma delas é manter os pneus do veículo calibrados.

Além de segurança, economia para o motorista, menor desgaste de partes e peças, essa atitude representa, somente no Brasil, a emissão de quase 1 milhão de toneladas a menos de dióxido de carbono (CO2), o principal gás de efeito estufa, além de uma economia de aproximadamente 400 milhões de litros de combustível por ano.

Um simples pneu com baixa pressão representa o consumo anual a mais de 660 milhões de litros de combustível e a emissão de 1,5 milhão de toneladas de CO2.

DiárioNet

Conselho define normas para inspeção de veículos

O Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) vai publicar, após reunião em Brasília nos dias 20 e 21, as normas que obrigam a inspeção obrigatória em todos os veículos em circulação no País.

A regra vai abranger veículos automotores, motociclos e veículos similares, independentemente do tipo de combustível. O veículo que não passar pela inspeção terá seu licenciamento bloqueado.

Os órgãos estaduais e municipais de meio ambiente terão 12 meses para apresentar aos conselhos estaduais de meio ambiente o seu plano de inspeção, que deverá ter por base o monitoramento da qualidade do ar.

A inspeção veicular vai verificar, entre outros pontos, falhas de manutenção e alterações do projeto original que provoquem aumento na emissão de poluentes.

De acordo com a Universidade de São Paulo, a poluição é responsável por mais de 200 tipos doenças, como incapacidade mental, estresse, derrame, sinusite, câncer na tireóide, angina, diabetes, doenças isquêmicas e infertilidade, informa a assessoria de comunicação do Ministério do Meio Ambiente.

DiárioNet

Mais de 40% da perda de floresta se dá em APAs

Levantamento realizado pelo Instituto do Homem e do Meio Ambiente (Imazon) indica a perda de 273 quilômetros quadrados de floresta na Amazônia, em agosto. Do total desmatado, 125 km2 se referem à derrubada de árvores situadas em unidades de conservação ou terra indígenas, consideradas protegidas.

Entre as unidades de conservação, as mais prejudicadas estão no Estado Pará: Área de Proteção Ambiental Triunfo do Xingu e Florestas Nacionais de Jamanxim e de Altamira. As áreas ficam na região de influência da BR-163 e estão sendo pressionadas por atividades de pecuária.

O Pará ocupa o primeiro lugar no ranking do desmatamento, com a perda de 209 km2 de florestas, seguido por Mato Grosso (22 km2) e Amazonas (6 km2). O levantamento oficial, realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), aponta perda maior de floresta em agosto: 498 quilômetros quadrados.

DiárioNet

terça-feira, 20 de outubro de 2009

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A partir de hoje você encontrará no Verde Natural um resumo das notícias e fatos sobre meio ambiente, com atualizações a cada 72h, visando dar ao nosso leitor um conteúdo cada vez melhor sobre esse assunto.

Clique no link para ler a notícia
:

AgSolve
Estadão.com

A versatilidade do bambu vira mostra na Unesc


O Muesc (Museu Universitário do Extremo Sul Catarinense) está com a exposição “Bambu, usos e utilidades” aberta a visitas em frente à biblioteca da Unesc. O público pode conferir a mostra, das 8 às 22 horas, até o dia 30 de outubro.

O acervo exposto faz parte da Unidade de Etnografia e Cultura Popular do Museu, que é rico em objetos feitos de bambu e taquara.

O coordenador do Muesc, professor Nivaldo Aníbal Goularte, comenta que a temática foi escolhida pela versatilidade do uso do bambu, utilizado na confecção de balaios e cestos, alimentação, como também na construção civil e indústria da celulose.

“O bambu está presente nas mais variadas culturas da Ásia, da África e das Américas, sendo que nossas populações pré-colombianas fizeram largo uso na confecção de seus objetos de uso cotidiano”, lembra Goularte.

Fonte e fotos: Assessoria de Imprensa Unesc
Içara News

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Gelo da Antártica aumentaria nível do mar em 57 metros

As mudanças climáticas estão transformando o gelo da Antártica em um dos maiores problemas para os próximos séculos, já que mesmo um degelo em pequena escala poderá aumentar o nível dos mares.

Os cientistas atualmente estão tentando projetar sistemas de experimentos com tecnologia cada vez mais avançada, como o uso de radares, lasers, robôs ou equipamentos com capacidade de perfurar até 3 quilômetros de gelo, com o objetivo de entender melhor a magnitude desses riscos. Todo o gelo teria capacidade de aumentar o nível do mar em 57 metros, se descongelasse.

“Se o nível dos mares terá alguns metros a mais, a geografia do planeta será alterada”, segundo Rajendra Pachauri, diretora do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), da ONU.

Opinião e Notícia

Espécie de cobras exóticas invadem ecossistema nos EUA


O instituto geológico americano US Geological Survey (USGS) está alertando para uma "invasão" de cobras gigantes que ameaça a fauna nativa do país. Um relatório do USGS divulgado esta semana afirma que algumas regiões americanas - como o sul da Flórida - estão sendo invadidas por dezenas de milhares de pítons não nativas, que são uma séria ameaça à fauna americana.

As espécies píton burmesa e jibóia constritora já povoaram parte do sul da Flórida. A jibóia africana também estaria formando uma grande população na região.

Especialistas afirmam que muitas das cobras gigantes não-nativas foram jogadas na região dos Everglades pelos próprios donos dos animais, que às criavam como animais de estimação. Algumas foram jogadas porque ficaram grandes demais para serem criadas pelos donos. Outras teriam escapado das suas jaulas durante o furacão Andrew, de 1992.

"Estas cobras amadurecem cedo, produzem grandes quantidades de crias, viajam longas distâncias e têm dietas variadas e amplas que fazem com que elas possam comer a maior parte dos pássaros e mamíferos nativos", diz o cientista Gordon Rodda, da USGS.

Portal Terra

Fitoterápicos: biodiversidade brasileira favorece a produção

Apostar nos fitoterápicos é, segundo os pesquisadores, uma solução eficiente para o Brasil tanto em termos ecológicos, como também econômicos e sociais.

"O desenvolvimento de uma política e tecnologia na parte de medicamentos de origem natural significa um custo de produção bem mais reduzido", explica Valério Morelli, engenheiro agrônomo e pesquisador de Farmanguinhos. "Se é mais barato que os medicamentos alopáticos e possui a mesma eficiência, por que não apostar nisso?", diz o engenheiro.

Valério Morelli diz que substâncias com propriedades medicinais só são secretadas a partir de estímulos específicos, que vão desde as condições de luz ao contato com um mosquito, por exemplo.

Depois da extração da substância com potencial medicinal, vem uma outra etapa da produção do fitoterápico: o estudo farmacológico, no qual a substância encontrada é testada em cobaias e, posteriormente, em humanos. Esse tipo de cuidado é essencial porque, assim como quaisquer medicamentos, os de origem vegetal podem causar reações adversas.

"Entre os dez principais remédios, cerca de cinco ou seis deles foram criados a partir de uma substância natural", ressalta Morelli. "O caso da aspirina é um bom exemplo, já que seu princípio ativo foi retirado de uma casca de árvore".


Portal Terra

China vai evacuar 15 mil pessoas de área contaminada por chumbo

O governo da China anunciou que vai remover 15 mil pessoas de uma área contaminada com chumbo na cidade de Jiyuan, província de Henan. A remoção foi decidida depois que ficou comprovado que mais de mil crianças da comunidade foram contaminadas pelo metal pesado.

O governo ainda não decidiu para onde mandará as famílias que atualmente vivem em 10 vilarejos próximos da fábrica responsável pela contaminação.

A unidade de fundição de chumbo Wanyan de Jiyuan é a maior da China e a segunda maior do mundo, segundo dados oficiais.

A região abriga várias fundições e o setor contribui significativamente para a economia local. Cerca de dez mil dos 670 mil moradores de Jiyuan trabalham diretamente para alguma das 35 fundições de chumbo presentes na cidade. Outras 20 mil pessoas dependem indiretamente do negócio.

Portal Último Segundo